sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Camila, Pedro e o Papai Noel



Prezado leitor,

Gatinho Pedro e Gatinha Camila
No Natal, entrei na caixa-pra-lembrar da minha dona. Lá, encontrei uma história que ela escreveu quinze anos atrás! É sobre os dois gatos ao lado. Quer ler também? Copiei abaixo!

Atenciosamente,
Clarice Sushi


CAMILA, PEDRO E O PAPAI NOEL
Era uma vez os irmãos Camila e Pedro. Eles moravam com a mãe, o pai e a irmã mais velha. Num dia de dezembro, os cinco conversavam enquanto arrumavam a árvore de Natal:

— Será que Papai Noel vem? — perguntou Pedro.
— Ah, eu acho que sim — disse a mãe.
— É claro que Papai Noel vem — afirmou o pai. Isso acontece toda noite de Natal!
— Mas eu nunca o vi — observou a irmã mais velha.

Na noite de Natal, Pedro e Camila foram dormir cedo. Ou melhor, eles fingiram que foram dormir. Deitaram com um olho aberto e o outro fechado:

— Será que Papai Noel está chegando, Camila?
— Fica quieto, Pedro! Quando todo  mundo dormir, levantamos pra ver ele chegar!
— Não é melhor eu acender a luz?
— Claro que não! Estamos fingindo que estamos dormindo!

Logo ouviram passos no corredor.

— Já?! — Gritou Pedro, num susto.
— Fica quieto, menino! — Reclamou Camila, levantando-se. Ela encostou o ouvido na porta. Os passos continuavam... Pareciam vir da sala. 

Camila abriu um pouquinho a porta. Mas teve medo de olhar. Pedro, então, abriu mais a porta e empurrou Camila pra fora. De mãos dadas, os irmãos foram devagarinho pelo corredor escuro.

NA SALA...

Papai Noel, de roupa vermelha e branca, colocava alguns presentes em torno da árvore que Camila e Pedro tinham arrumado com a família. Papai Noel não tinha barba, muito menos barriga grande. Tinha só uma barriguinha.

NA COZINHA...

Outro Papai Noel, de roupa vermelha e branca, fritava rabanadas... Esse Papai Noel não tinha barba, muito menos barriga grande. Seus cabelos eram compridos e castanhos.

NA SALA...

Um terceiro Papai Noel, de roupa vermelha e branca, ia, pé ante pé, do quarto da irmã pra sala, colocar mais embrulhos em torno da árvore de Natal. Esse Papai Noel não tinha barba, muito menos barriga grande. Seus cabelos eram compridos e louros.

Foi a vez de Camila empurrar Pedro pra dentro do quarto. Ela fechou a porta: "Pronto! A gente já viu! Amanhã vamos abrir os presentes!"
 
A mãe abriu a porta do quarto: "Já pra cama os dois! Papai Noel não dá presente pra criança que dorme tarde!"

Camila e Pedro aproveitaram a luz apagada pra rirem daquilo. Será que a mãe não tinha visto os presentes na árvore? Mas obedeceram e deitaram, cada um fechando os dois olhos. Finalmente podiam dormir, pois já tinham visto Papai Noel. E ele era três...










sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Filho de peixe é peixinho?



Prezado leitor, 

Você não sabe o que aconteceu com a Chaika! Ela é uma cachorra bem gatona, que teve um filhote bem gatin... Miaaau... não dá pra explicar tão rápido... Acho melhor eu copiar abaixo o que ela mesma me enviou, assim hoje não preciso trabalhar...

Filho de peixe, peixinho é?*

Cresci em uma família que me amava, ah e como me amavam! Disso eu não tinha a menor dúvida e até abusava um pouquinho desse amor, fazia birra fixando os pés no chão, quando já não queria mais andar, pedia colo quando estava cansada das longas caminhadas matinais... E a água de côco no aterro do Flamengo?! Meu passeio preferido de cada dia.

Com a convivência, a gente vai aprendendo também os pontos fracos de cada um, para o meu dono bastava um olhar de pidona e um gemido, que não podia ser latido, se não nada rolava, e aí ele me dava aquela porção generosa do seu/meu sorvete favorito. Ele sempre falava: – Tá aqui ó, coma rapidinho, Chaika, não vou te dar mais, nem adianta pedir! E eu obedecia, não queria nem pensar em cruzar com o olhar fuzilante da minha dona, que ficava uma fera ao ver ele me dando aquelas guloseimas.

Cumplicidade total! Vi essa palavra no dicionário e foi amor à primeira vista. Até no meu quarto, tinha uma estante com muitos livros, que iam desde livros de receita até grandes nomes da literatura, porém, não achava nenhum livro que me explicasse as mudanças que aconteciam no meu corpo: mamas pesadas, e nas minhas emoções: um instinto maternal à flor da pele.
Meu dono sempre dizia: - Chaika, você não terá filhotes, você é operada! Operada?!, eu pensava. Vários amigos meus também eram operados, isso não queria dizer absolutamente nada. 

Chaika e seu filhote Léo, já crescido.

E o milagre aconteceu! Numa bela manhã, acordei com aquela bolinha de pêlo bem ao meu lado. Como toda mãe que se preza, eu estava disposta a ensinar as primeiras palavras, comecei chamando-o para andar junto, filho meu tem que andar ao meu lado, ele já balançava o rabinho com alegria, recebia os meus donos à porta, mas insistia em me responder da forma mais esquisita: - Miau. Quanto mais eu lhe explicava que deveria suprimir aquela primeira sílaba, e duplicar a segunda uma única vez, pois meu dono não gostava de falas estridentes, mais ele falava: – Miau, miau. Enfim, superei isso. Afinal, filho de peixe, nem sempre peixinho é...

*Escrito por Gabriela Costa, que cedeu o texto especialmente para o blog da Clarice.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Embaixadora da Hello Kitty



Prezado leitor, 

Há quanto tempo! Estava com saudades! Você está bem? Miau, quanto a mim... eu não podia estar melhor! Leitor, você não sabe a carta que recebi!


“Seja bem-vinda, embaixadora Clarice! Agora você faz parte do seleto grupo de embaixadoras da Hello Kitty! Que tal contar a todos os seus leitores? Pra eles ficarem bastante admirados, enviamos junto com esta carta o seu selo coroado!”  


Pois não, miei. Imagine se não vou contar! Uma notícia tão majestosa como esta! “Seja bem-vinda embaixin...embaixadinha... o que eu sou mesmo, miau? Tive que reler a carta. 

EMBAIXADORA!?!

Esperei minha dona sair, para pular na estante e entrar no dicionário. A, B, C... 

"Embaixadora: encarregada de missão particular; portadora de mensagem; aquela que leva uma informação importante sobre algum assunto.  Embaixadoras da Hello Kitty: distintos indivíduos femininos que recebem a missão de divulgar a obra da gata mais talentosa da história."

Miau! Hello Kitty é de fato a gata mais incrível de que tenho notícia: atriz, modelo e celebridade! Miau! Tudo de uma vez! E ela é também poliglota, pois já a vi interpretar papeis em inglês, francês e até japonês! Miau! Para celebrar minha missão embaixadorada, exibirei em meu coroado blog um momento de extrema inspiração da grande atriz que não tenho dúvida ser a linda Hello Kitty.  Para deleite do meu distinto leitor, selecionei uma passagem em que a dourada estrela interpreta Branca de Neve em altíssima tensão: justamente quando percebe, miau, estar sob perigo de vida. Tudo por causa da inveja da horrorosa madrasta! Prezado leitor, se é um fã de cinema como eu, não deixe de notar a expressão de surpresa da bondosa Branca de Neve quando, arrependido, o servo lhe confessa ter quase obedecido a maldita. Assista agora!

video

Finalmente, leitor, minha dona mandou um aviso. Ela disse que agora meu blog volta a ser quinzenal, porque não pode me ajudar toda semana... Sabe como é, entro com a senha dela...

Atenciosamente,
Clarice Sushi.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sem carta

Eu cheirava essa careca e ele ria!
Hoje seria aniversário do pai da minha dona, e estamos com muitas saudades dele. Por isso é uma sexta-feira sem carta, miau... A foto é do lançamento do primeiro livro dela, o Meninas Inventadas, em 12/07/2006. Nove dias depois, Letício se mudou para o céu dos fofinhos. 


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

O País das Joaninhas


Rainha Caroline sabe voar.
Prezado leitor,


Você não sabe onde minha dona foi sábado! Ela viajou para o País das Joaninhas, miau!  As joaninhas são muito fofas! Quando eu nascer de novo, quero ser uma delas

Os habitantes do País das Joaninhas são todos joaninhas. Você sabe como elas vivem? Estas fêmeas, por exemplo, passam os dias cuidando dos jardins...
 
  


 Já este macho trabalha como guardião do banquete real. Ele não deixa ninguém se aproximar da mesa...
 



... a não ser a rainha Caroline, soberana de todas as joaninhas. 






Imagine, miau, que rainha Caroline pode comer tudo isso, todo dia! Deve ser por isso que ela ri tanto...


 

Rainha Caroline, a rainha de todas as joaninhas, é uma joaninha gatíssima!



Como presente para sua majestade, enviei um livro sobre um gato muito esperto. Na ilustração abaixo, ele brinca de esconde-esconde com os outros animais. Veja se descobre onde o gato se escondeu!



  
Para Angélica mandar, escolhi um livro que homenageia as joaninhas. Veja só: aberto, tem uma história... 

Fechado, sai andando quando se puxa uma cordinha do bumbum! 


Leitor, esta foi minha linda carta de hoje. Agora me dê licença, que preciso descansar.


Atenciosamente, 
Clarice Sushi